Ibovespa fecha em leve queda mas registra melhor trimestre desde 2020

O Ibovespa conseguiu finalizar o mês de março com alta de 6,06%, e o trimestre com um avanço de 14,41%

O Ibovespa fechou o pregão desta quinta-feira (31) em leve queda. Entretanto, o resultado negativo do principal índice da B3 não afetou o resultado de seu melhor trimestre desde 2020. Dessa forma, o Ibovespa conseguiu finalizar o mês de março com alta de 6,06%, e o trimestre com um avanço de 14,41%.

Em contrapartida, as ações norte-americanas fecharam o primeiro trimestre de 2022 em queda, bem como o pregão desta quinta. Esse foi o seu maior declínio trimestral em dois anos, conforme persistem as preocupações sobre o conflito na Ucrânia, seu efeito inflacionário e a resposta do banco central dos Estados Unidos à alta dos preços.

Entre as principais notícias do dia, foi divulgado há pouco a inflação medida pelo  Índice de preços de gastos com consumo (PCE) nos EUA.

O núcleo do PCE subiu 0,4% em fevereiro e acumula alta de 5,4% na comparação anual, enquanto a renda pessoal tem alta de 0,5% no período — em linha com as estimativas do mercado —, segundo o Departamento do Comércio dos EUA.

Ainda por lá, o Departamento do Trabalho dos Estados Unidos anunciou que os novos pedidos de seguro-desemprego caíram para 202 mil na semana encerrada em 26 de março.

O número ficou acima das estimativas do mercado, que apontavam para 197 mil pedidos. Na semana anterior, o número de pedidos iniciais foi de 188 mil, conforme dados revisados.

Aqui no Brasil, a taxa de desemprego no Brasil caiu para 11,2% no trimestre encerrado em fevereiro, um recuo de 0,4 ponto percentual na comparação com o trimestre anterior (11,6%), segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quinta-feira (31).

Na comparação com o último trimestre, o número de pessoas em busca de trabalho caiu 3,1%.

O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, fechou em queda de -0,22%, cotado a 119.999,23 pontos.

dólar comercial fechou em queda de -0,54%, cotado a R$ 4,7965

Nos Estados Unidos, as bolsas fecharam em queda. O S&P 500 fechou em desvalorização de -1,56% (4.530,50), o Nasdaq registrou queda de -1,54% (14.220,52), enquanto o Dow Jones encerrou o dia caindo em -1,56% (34.678,25).

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas