“É mais uma fraqueza do Doria do que força de Eduardo Leite”, avalia analista político

Decat pontuou que Doria não foi apontado nas pesquisas como um candidato competitivo
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

O governador de São Paulo, João Doria, surpreendeu aliados e auxiliares na manhã desta quinta-feira (31) ao comunicar que desistiu de concorrer à Presidência pelo PSDB e não vai mais deixar o cargo hoje, como estava previsto. O tucano cancelou agendas externas e manteve evento com prefeitos no Palácio dos Bandeirantes às 16h, quando deve fazer o anúncio oficial.

De acordo com a avaliação do analista político, Erich Decat, a decisão representa uma situação de fraqueza por parte do governador da capital. “É mais uma fraqueza do Doria do que força do Eduardo Leite”, disse durante entrevista à BM&C News.

Decat pontuou que se Doria tivesse apontado nas pesquisas como um candidato competitivo, iria aglutinar todos os partidos. Já Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, o analista disse que, mesmo com 1% de intenção de voto, já começou a apontar nas pesquisas.

“Ainda é muito cedo para falar qual o potencial dele [Eduardo Leite]”, ressaltou.

Confira a análise na íntegra:

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Matérias relacionadas