“Isso afasta milhões de pessoas do consumo”, diz analista sobre aumento dos custos na produção de alimentos

O analista de política e economia destacou que as medidas humanitárias que estão sendo adotadas não devem suprir as necessidades

Em função da guerra na Ucrânia, o risco de fome é temido devido à falta de grãos no Oriente Médio e no norte da África, como Egito, Turquia, Bangladesh, Nigéria, que são países muito populosos e são os principais importadores de grãos da Rússia e da Ucrânia. O analista de política e economia, Miguel Daoud, comentou se a guerra tende a deixar pior a situação destes países. 

O analista destacou que a fome no mundo se dá principalmente pela questão da renda, e os custos de produção de alimentos no mundo está subindo muito. “Isso afasta milhões de pessoas do consumo”.

Nesse sentido, Daoud explicou que se a renda da população já é pequena e os custos sobem em razão de uma quebra na oferta e também uma elevação na produção, evidentemente vai aumentar o número de pessoas passando fome.

Com relação às medidas humanitárias tomadas por alguns países para evitar que esse número de pessoas com fome aumente, o analista afirmou que infelizmente não será possível atender aqueles que prioritariamente precisam.

Confira a análise na íntegra:

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Matérias relacionadas