“Acordo que coloque fim à guerra está um pouco distante”, diz especialista

Furriela destacou que a diminuição dos ataques russos não acontecerão imediatamente

Na última terça-feira (29), houve uma rodada de negociações entre Rússia e Ucrânia e essas movimentações geram uma expectativa para o fim da guerra. O Vice-presidente acadêmico da FMU, Manuel Nabais da Furriela, disse durante participação na programação da BM&C News que “o acordo que coloque fim à guerra está um pouco distante”.

Furriela destacou que a diminuição dos ataques russos não acontecerão imediatamente. “A Rússia não fez uma afirmação de que ia suspender os ataques. Ela fez uma afirmação, nesta conversa preliminar de acordo, que como boa vontade é diminuir os ataques”, pontuou.

O vice-presidente ressaltou ainda que um dos pontos que estimulou a invasão da Ucrânia por parte da Rússia é a entrada do país leste europeu na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). “Esse é o principal ponto, não o único. Muitas pessoas acreditam que isso resolveria por completo”, disse.

Confira a análise do especialista sobre refugiados:

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas