PETR4: “Em essência, não haverá uma grande mudança na política de preço”, diz Alan Ghani

O economista destacou que o temor no mercado logo se disseminou ao anunciar o nome de Adriano Pires
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

O Ministério de Minas e Energia confirmou a indicação de Adriano Pires, fundador do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), para substituir o general da reserva Joaquim Silva e Luna na presidência da Petrobras (PETR4).

O economista, Alan Ghani, recordou que quando o General Luna assumiu a presidência da Petrobras, havia um temor muito grande de que a Petrobras iria mudar sua política de preço de equiparação com o mercado internacional. “Silva e Luna fez um excelente trabalho na companhia mantendo a independência da Petrobras em relação às decisões de governo”, disse.

“Novamente a história se repete, e vem um grande temor de que a política poderia ser alterada em virtude de pressões políticas”, apontou o economista em participação no BM&C Market

No entanto, Ghani destacou que esse temor foi rapidamente disseminado, em razão do nome que entrou, que é o Adriano Pires, que transita muito bem pelo mercado e tem uma visão pró mercado. “Em essência, não haverá uma grande mudança na política de preço”, concluiu Alan Ghani.

Confira a análise na íntegra:

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Matérias relacionadas