Abramovich e negociadores de paz ucranianos sofrem sintomas de suspeita de envenenamento, diz WSJ

Abramovich e os negociadores ucranianos, incluindo o parlamentar Rustem Umerov, melhoraram desde então

O bilionário russo Roman Abramovich e negociadores de paz ucranianos sofreram sintomas de suspeita de envenenamento no início deste mês após uma reunião em Kiev, afirmou o Wall Street Journal nesta segunda-feira, citando pessoas familiarizadas com a situação.

Abramovich, que aceitou um pedido ucraniano para ajudar a negociar o fim da invasão russa à Ucrânia, e pelo menos dois importantes membros da equipe ucraniana de negociação foram afetados, de acordo com reportagem do WSJ.

Os sintomas incluíam olhos vermelhos, lágrimas constantes e dolorosas e pele descascada em seus rostos e mãos, acrescentou o jornal.

Abramovich e os negociadores ucranianos, incluindo o parlamentar Rustem Umerov, melhoraram desde então e suas vidas não estão em perigo, informou o WSJ.

Uma pessoa familiarizada com o assunto confirmou o incidente à Reuters, mas disse que Abramovich não permitiu que o caso o impedisse de trabalhar.

O Kremlin disse que Abramovich desempenhou um papel inicial nas negociações de paz entre a Rússia e a Ucrânia, mas que o processo estava agora nas mãos das equipes de negociação das duas partes.

As forças russas invadiram a Ucrânia em 24 de fevereiro, no que o presidente russo, Vladimir Putin, chama de “operação militar especial” para desmilitarizar e “desnazificar” a Ucrânia. A Ucrânia e o Ocidente dizem que Putin lançou uma guerra de agressão sem provocação.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas