IPCA-15, balanços corporativos e o que move o mercado hoje 

Os mercados mundiais operam de forma mista nesta sexta-feira (25), com investidores atentos às últimas notícias da guerra na Ucrânia. 

Ontem, líderes da aliança militar ocidental, incluindo Joe Biden, presidente dos Estados Unidos, do G7 (fórum diplomático com Alemanha, Canadá, EUA, França, Itália, Japão e Reino Unido) e da União Europeia (UE), se reuniram na sede da Otan para discutir a guerra. 

O Reino Unido e os Estados Unidos lançaram sanções econômicas contra as elites e autoridades russas, e os EUA anunciaram bilhões em ajuda aos ucranianos.

Os mercados asiáticos fecharam mistos. Pesou nos resultados os desdobramentos das novas sanções aplicadas pelos países do Ocidente à Rússia em razão da invasão da Ucrânia. 

Há ainda expectativa por declarações de dirigentes do Fed sobre o nível de aperto da política monetária dos EUA. 

A maior perda ocorreu em Hong Kong, onde o índice Hang Seng caiu -2,47%. Na China, o Xangai perdeu -1,17% e o Shenzhen, -1,43%. Em Tóquio, o Nikkei teve leve alta de +0,14% e em Seul, o Kospi ficou estável, com +0,01%

BRASIL

No cenário doméstico, o destaque fica para a prévia do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15), referente ao mês de março, às 9h.

Os balanços corporativos também seguem a todo vapor, com a divulgação dos resultados do quarto trimestre da Ser Educacional (SEER3), antes da abertura dos mercados.

Compartilhe:

Matérias relacionadas