Reunião da Otan, fala de Guedes e o que move o mercado hoje 

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Os índices futuros dos Estados Unidos operam em alta na manhã desta quinta-feira (24), indo na direção contrária dos demais mercados, que estão mistos. 

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em baixa, após uma rodada de perdas em Wall Street ontem e com investidores mostrando cautela antes de uma série de reuniões na Europa para discutir a guerra na Ucrânia.

O índice Hang Seng caiu 0,94% em Hong Kong hoje, a 21.945,95 pontos, enquanto o sul-coreano Kospi recuou 0,20% em Seul, a 2.729,66 pontos, e o Taiex registrou modesta baixa de 0,18% em Taiwan, a 17.699,06 pontos.

Na China continental, o Xangai Composto se desvalorizou 0,63%, a 3.250,26 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 0,87%, a 2.144,34 pontos.

Exceção, o japonês Nikkei subiu 0,25% em Tóquio, a 28.110,39 pontos, ajudado por ações ligadas a metais e petróleo.

Investidores se atentam à reunião dos líderes da Otan, UE e G-7 que ocorre em Bruxelas. Por lá, serão discutidas novas sanções econômicas para a Rússia. 

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskyy, deve participar da cúpula da de forma virtual. 

Ainda no cenário internacional, saíra hoje os novos dados semanais de pedidos de segundo desemprego e de bens duráveis ​​nos EUA.

BRASIL

No cenário doméstico, o Banco Central divulga o Relatório Trimestral de Inflação (RTI), que poderá dizer como irá direcionar a inflação para a meta de 2023 com o preço do petróleo superando a marca dos US$ 120 o barril. Além disso, o Conselho Monetário Nacional (CMN) se reunirá hoje. 

Às 10h, o ministro do Economia Paulo Guedes participará de evento da Abrainc em São Paulo. 

(Com Estadão Conteúdo)

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Matérias relacionadas