Destaques da Bolsa: Locaweb (LWSA3) cai 7%; Banco Inter (BIDI11) sobe 10%

Confira os destaques desta quinta-feira (24)

O Ibovespa fechou em alta, nesta quinta-feira (24), acompanhando as bolsas dos Estados Unidos.

O principal índice da bolsa brasileira fechou em alta de 1,36%, a 119.053 pontos.

Locaweb (LWSA3) teve forte queda de 7,05%, após divulgar os resultados do quarto trimestre. Hapvida (HAPV3) caiu 5,09%, enquanto Equatorial (EQTL3) avançou 1,48%, as duas empresas também publicaram o balanço trimestral. 

A CCR (CCRO3) subiu 7,48%, após Votorantim e Itaúsa formalizarem proposta, já aceita, de 4,1 bilhões de reais pela fatia da Andrade Gutierrez na companhia.

As ações da Petrobras (PETR3;PETR4) tiveram alta de 1,72% e 1,15%, respectivamente. Já PetroRio (PRIO3) teve baixa de 4,50%. Vale (VALE3) registra ganhos de 0,54%. 

Ainda entre os destaques positivos, Banco Inter (BIDI11) fechou em alta de 10,12%, Magazine Luiza (MGLU3) +10% e Méliuz (CASH3) +9,05%. 

Confira os destaques desta quinta-feira:

Locaweb (LWSA3)

A Locaweb comunicou ao mercado o seu resultado do quarto trimestre de 2021. Neste balanço, a empresa reverteu um lucro de R$ 9,0 milhões conseguido no 4T20, para um prejuízo de R$ 7,2 milhões. Em termos ajustados, o lucro líquido ficou em R$ 27,2 milhões, um aumento de 79,9% em relação ao mesmo trimestre do primeiro ano da pandemia, quando aferiu R$ 15,1 milhões.

Assim, ao todo em 2021, a companhia Locaweb acumulou um prejuízo líquido de R$ 15,7 milhões, bem diferente do resultado de lucro de R$ 19,7 milhões acumulados em 2020.

O Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) recuou 26,7% no 4° trimestre, para R$ 19,2 milhões, contra R$ 26,2 milhões do mesmo trimestre de um ano atrás. Já o acumulado de 2021 ficou em R$ 95,9 milhões, queda de 4,9% em relação ao Ebitida acumulado de 2020, que foi de R$ 100,8 milhões.

Hapvida (HAPV3)

A Hapvida registrou lucro líquido de R$ 200,2 milhões no quarto trimestre de 2021, crescimento de 112,4% em relação ao mesmo período de 2020. Em 2021, o lucro líquido da companhia foi de R$ 500,3 milhões, queda de 36,3% quando comparado com o ano anterior. 

A receita líquida da Hapvida somou R$ 2,5 bilhões no 4T21. O número representa aumento de 14,3% ante o mesmo trimestre de 2020. 

O Ebitda ficou em R$ 388,4 milhões, recuo de 10,1% na comparação anual.

Equatorial (EQTL3)

A Equatorial obteve um lucro líquido consolidado de R$ 1,421 bilhão, o que representa um crescimento de 1,4% em relação ao mesmo trimestre de 2020.

A receita líquida somou R$ 8,057 bilhões entre outubro e dezembro de 2021, tendo uma alta de 34,4% na comparação com igual etapa de 2020.

O Ebtida, obteve um crescimento de 2,3% no quarto trimestre de 2021, assim totalizando R$ 1,716 bilhão.

Braskem (BRKM5)

A Braskem informou que assinou contrato de cooperação com a Sojitz Corporation, distribuidora de químicos e polímeros com forte presença no mercado asiático, para constituição de joint venture (JV) para a produção e comercialização de bio-MEG (monoetilenoglicol) e bio-MPG (monopropileno glicol), sujeita à aprovação dos órgãos concorrenciais competentes.

Adicionalmente, informou, o plano de negócios da joint venture prevê na primeira fase investimentos na implementação de três plantas industriais, condicionados à conclusão do desenvolvimento da tecnologia.

A empresa destaca que a tecnologia a ser desenvolvida pela joint venture, contará com o apoio e a expertise da dinamarquesa Haldor Topsoe que, desde 2019, colocou em produção uma unidade de demonstração com o objetivo de validar as principais etapas da tecnologia pioneira que transforma matérias-primas renováveis, como dextrose* ou sacarose*, em bio-MEG.

CCR (CCRO3)

Quatro meses após a gestora de investimentos IG4 ter sua proposta recusada, Itaúsa e Votorantim formalizaram um acordo de exclusividade com a Andrade Gutierrez para a aquisição de sua participação na CCR, disseram fontes a par do assunto. A fatia de 14,86% da Andrade na CCR teria sido avaliada em mais de R$ 4 bilhões.

O negócio ainda terá de ser chancelado pela Mover (ex-Camargo Corrêa) e a construtora e empresa de participações Soares Penido, que são acionistas do bloco e terão 60 dias para exercer o direito de preferência na compra das ações da CCR.

Depois da saída da IG4 do páreo, por conta da não concordância de alterações no acordo de acionistas da CCR, a venda da fatia passou a ser liderada pelo BTG Pactual, atuando pela Andrade Gutierrez.

Neste novo processo, a IG4 também apresentou proposta, por meio de um veículo de investimento no Peru. A venda permitirá a Andrade quitar dívida com bancos e a gestora Quadra, que tinham essas ações como garantia.

A Itaúsa está com dinheiro em caixa, após obter R$ 3 bilhões com a venda ações da XP, em duas operações, uma em dezembro e outra anunciada nesta terça-feira. E ainda anunciou que pode vender mais R$ 3,6 bilhões este ano.

Com Estadão Conteúdo

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Matérias relacionadas