VULC3: “Não vejo upside, então prefiro ficar de fora no momento”, diz analista

Um dos diferenciais da empresa, citados por Victoria, é a a produção interna de calçados

Durante participação na programação da BM&C News, Victoria Minatto, analista da Benndorf, avaliou o cenário de Vulcabras (VULC3). “Não vejo upside, então prefiro ficar de fora no momento”, disse na última terça-feira (22).

Victoria pontuou que a companhia apresentou resultado exepcionais, record de receita e ebtida, porém não se sabe se os resultados vieram de outras marcas atreladas à companhia.

“Quando a gente pega os resultados até 2020, sem Mizuno, e em 2021, com Mizuno, a gente consegue entender quando que Mizuno representa do portfólio da Vulcabras. Quando a gente tira esse efeito Mizuno, eu não vejo muito crescimento nas marcas Vulcabras como um todo”, analisou.

A analista disse que não vê upside, levando em consideração o cenário macro, e que não vê como um case que o investidor consiga sustentar uma compra. “A gente está neutro em Vulcabras, apesar de ser sim uma empresa boa, ter seus diferenciais competitivos e atender muito bem o público do esporte”, destacou.

Um dos diferenciais da empresa, citados por Victoria, é a a produção interna de calçados.

Confira a análise na íntegra:

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Matérias relacionadas