Ucrânia pode reduzir área de plantio de primavera pela metade, diz ministro

A previsão do plantio para a safra de primavera abrange grãos, como cevada e milho, além de outras culturas, como beterraba sacarina, girassol e soja

 A área da safra de primavera da Ucrânia pode cair mais da metade este ano, para cerca de 7 milhões de hectares, disse nesta terça-feira o ministro da Agricultura do país, Roman Leshchenko, contra 15 milhões de hectares esperados antes da invasão russa.

A Ucrânia é um grande produtor e exportador agrícola global e as hostilidades podem reduzir drasticamente a colheita de 2022 e as exportações da temporada 2022/23.

A previsão do plantio para a safra de primavera abrange grãos, como cevada e milho, além de outras culturas, como beterraba sacarina, girassol e soja.

“O plano ajustado atualmente é de 7 milhões de hectares. Na verdade, corrigimos (o plano inicial) pela metade. Haverá menos milho”, disse Leshchenko à Reuters.

“Temos grandes estoques de milho, e como exportar depois é uma questão muito difícil.”

Ele disse que os agricultores podem semear até 3,3 milhões de hectares de milho este ano contra 5,4 milhões de hectares em 2021.

Leshchenko disse que o ministério pediu aos agricultores que semeem mais trigo de primavera, trigo sarraceno, aveia, milheto e cevada de primavera.

“Hoje, a questão da segurança alimentar está em primeiro plano”, disse o ministro.

Ele se recusou a prever a produção de grãos de 2022, porque “a situação não se estabilizou totalmente”.

Compartilhe:

Matérias relacionadas