Ibovespa fecha em alta e alcança os 117 mil pontos

As varejistas e as instituições financeiras contribuíram para o bom desempenho do Ibovespa no pregão desta terça

O principal índice acionário da bolsa brasileira encerrou o pregão desta terça-feira (22) em alta e retornou para a casa dos 117 mil pontos. As varejistas e as instituições financeiras contribuíram para o bom desempenho do indicador ao longo da sessão. Na outra ponta, as mineradoras e siderúrgicas caíram em bloco.

Entre as notícias do dia, o mercado repercute a ata do Copom, que foi divulgada hoje cedo pelo Banco Central.

O documento esclareceu que a decisão de elevar a taxa básica de juros para 11,75% ao ano se deu por causa da volatilidade e incerteza da conjuntura atual, particularmente no cenário internacional. “O Comitê optou por uma trajetória de juros mais tempestiva do que a embutida em seus cenários”, disse a ata.

O BC ainda apresentou um parágrafo a mais, além do usual, para detalhar os impactos da guerra no Leste Europeu sobre as cadeias produtivas e a inflação.

“O conflito entre Rússia e Ucrânia levou a um aperto significativo das condições financeiras e aumento da incerteza em torno do cenário econômico mundial”, disse a autoridade monetária.

Lá fora, os indicadores de Wall Street também operaram em alta, com o mercado norte-americano de olho nos próximos passos da política monetária do país. A viagem do presidente dos EUA, Joe Biden, à Europa também está no radar dos investidores.

O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, fechou em alta de +0,96%, cotado a 117.272,44 pontos.

dólar comercial fechou em queda de -1,59%, cotado a R$ 4,9152

Nos Estados Unidos, as bolsas fecharam em alta. O S&P 500 fechou em valorização de +1,13% (4.551,61), o Nasdaq registrou alta de +1,95% (14.108,82), enquanto o Dow Jones encerrou o dia subindo em +0,74% (34.807,46).

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas