Bolsas da Ásia fecham em alta, com Hong Kong na liderança após salto do Alibaba

Na China continental, o Xangai Composto se valorizou 0,19%, a 3.259,86 pontos, mas o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 0,41%, a 2.151,68 pontos
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em alta nesta terça-feira, 22, com a de Hong Kong liderando os ganhos na região após o gigante de comércio eletrônico chinês Alibaba ampliar planos de recomprar ações.

O índice Hang Seng saltou 3,15% em Hong Kong hoje, a 21.889,28 pontos. Apenas o papel do Alibaba, que decidiu expandir seu programa de recompra de ações de US$ 15 bilhões para US$ 25 bilhões, disparou 11,2%.

Em outras partes da Ásia, o Nikkei subiu 1,48% em Tóquio, a 27.224,11 pontos, ao voltar de um feriado no Japão, enquanto o sul-coreano Kospi avançou 0,89% em Seul, a 2.710,00 pontos, e o Taiex ficou estável em Taiwan, em 17.559,71 pontos.

Na China continental, o Xangai Composto se valorizou 0,19%, a 3.259,86 pontos, mas o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 0,41%, a 2.151,68 pontos.

Investidores da região asiática também digeriram comentários do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), Jerome Powell, que na segunda-feira sinalizou estar disposto a apertar a política monetária em ritmo mais rápido para conter pressões inflacionárias, e seguem atentos a desdobramentos da guerra russo-ucraniana.

Na Oceania, a bolsa australiana ficou no azul, impulsionada por ações de petrolíferas e mineradoras. O S&P ASX/200 avançou 0,86% em Sydney, a 7.341,10 pontos.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Matérias relacionadas