Boeing 737-800, que caiu na China, tem bons registros de segurança

Segundo informações do site oficial da Boeing, o modelo foi lançado em 5 de setembro de 1994
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Um avião Boeing 737 da China Eastern caiu nesta segunda-feira (21) no sul do país. A aeronave transportava 132 pessoas de Kunming para Guangzhou e caiu próxima a um vilarejo da região de Guangxi, entre as duas cidades. A informação foi confirmada pela agência de aviação civil chinesa.

O modelo era um Boeing 737-800, que estava em operação há 6 anos de acordo com o Flightradar24, e tem bons registros de segurança. Vale lembrar que a aeronave não é do mesmo modelo que o Boeing 737 MAX, que foi responsável por dois grandes acidentes – em 2018 na Indonésia e em 2019 na Etiópia. Esse modelo, inclusive, não está em operação na China há mais de 3 anos.

Segundo informações do site oficial da Boeing, o modelo do acidente, o 737-800, foi lançado em 5 de setembro de 1994, com compromissos de compra de mais de 40 aeronaves. O 737-800 recebeu a certificação da FAA em 13 de março de 1998 e a validação de tipo da JAA em 9 de abril. A primeira entrega foi para a aérea alemã Hapag-Lloyd, no primeiro semestre de 1998.

O ACIDENTE

A autoridade de aviação da China disse nesta segunda-feira (21) que um avião de passageiros Boeing 737 da China Eastern Airlines caiu com 132 pessoas a bordo, incluindo 123 passageiros e nove tripulantes. 

Segundo informações da CNBC, o contato foi perdido com o voo sobre Wuzhou, na região de Guangxi, disse a autoridade. Ele estava programado para voar de Kunming para Guangzhou, no sudeste do país.

O voo saiu de Kunming às 13h11 (hora local 1h11 ET) e deveria chegar ao seu destino em menos de duas horas, de acordo com informações do FlightRadar24. O site de rastreamento de voos mostra que o avião Boeing 737-89P começou a descer acentuadamente após as 14h20. O acidente causou um incêndio na montanha onde houve a colisão.

Um vídeo mostra o momento do acidente, confira aqui.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Matérias relacionadas