Entenda como está a situação na Ucrânia no 23°dia, segundo correspondente internacional

Correspondente internacional conta as tensões na Ucrânia

Nesta sexta-feira (18), a guerra na Ucrânia chega ao seu 23° dia. O correspondente internacional, Daniel Vergara, que neste momento está em Odessa, na Ucrânia, contou como estão as tensões no país.

Segundo Vergara, os russos ainda não chegaram em Odessa, na verdade, estão cercando Mykolaiv, que fica à três horas da cidade. Ele disse também que os soldados estão indo e voltando entre as duas cidades.

Nesse sentido, o correspondente contou que, nesta manhã, acordou ao som de bombardeios e de sirene de emergência. “O grande problema é que os russos não atiram ou lutam, eles bombardeam as cidades para conseguir avançar”, relatou Vergara.

Em seu relato, Vergara disse que crianças, jovens de 16 anos e idosos, poderiam ir embora do país com permissão, mas muitos ficam e aprendem a usar armas para combater e proteger seu país. “Todos ucranianos são extremamente patriotas, e estão combatendo bem”.

Em relação a Mykolaiv, onde os russos estão querendo tomar, Vergara relatou que a cidade passa o tempo todo recebendo bombardeios, não há alimento, luz e água para a população da cidade, além dos mercados estarem vazios. “No governo tem filas quilométricas de pessoas esperando por comida”.

Por fim, o correspondente contou que os soldados russos estão tentando tomar Odessa, por estar localizada às margens do Mar Negro, “os russos estão tentando fechar o Mar Negro para cercar a Ucrânia”.

Confira a análise na íntegra:

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas