Varejo pode ter “bela recuperação” após pressão inflacionária, diz investidor profissional

De acordo com o especialista, o setor de eletrônicos devem sofrer mais

Durante entrevista à BM&C News, Andy Kawamoto, investidor profissional, falou de perspectiva para o setor de varejo, que vem sofrendo com a alta da inflação. “Após esse período de pressão na inflação de alimentos e o endividamento das pessoas, pelos descontos que a gente tem visto nos preços das ações, a gente pode ver uma bela recuperação. Ainda mais se os Bancos Centrais começarem a indicar uma perspectiva de queda na ponta longa dos juros a partir de 2023”, disse o especialista na última terça-feira (15).

Kawamoto avaliou que, fora da questão estrutural, a performance de empresas desse ramo, neste cenário, vai depender muito da gestão de cada operação.

“A tendência é de que, no curto prazo, a gente ainda sofra essa turbulência, mas, ao mesmo tempo, é um período interessante para a gente filtrar as empresas que possuem uma gestão mais eficiência, que estão mais bem preparadas. Muitas empresas até já anteciparam a compra de matéria-prima no ano passado”, pontuou.

Ainda, de acordo com o especialista, o setor de eletrônicos devem sofrer mais: “A gente deve ver uma compressão de margens ainda por um período, porque os custos de produção dos eletrônicos, principalmente, devem continuar sendo afetados”, destacou.

Outro setor, apontado por Kawamoto, que deve sofrer impactos negativos são os player menores do varejo de alimento, que já estão começando a sofrer ruptura na cadeia.

O investidor profissional disse durante entrevista que conversou com algumas empresas e eles já estão deixando de receber matéria-prima de alguns fornecedores em razão do cenário global macro.

Confira a entrevista completa no vídeo abaixo:

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Matérias relacionadas