Setor de serviços tem queda de 0,1% em janeiro no Brasil

Os dados foram divulgados pela Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do IBGE

O setor de serviços registrou queda de 0,1% em janeiro na comparação mensal, após acumular um ganho de 4,7% nos dois últimos meses do ano passado. Os dados foram divulgados pela Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O setor ainda se encontra 5,2% abaixo do pico da série, registrado em novembro de 2014.

Três das cinco atividades investigadas tiveram retração no mês de janeiro, com destaque para serviços de informação e comunicação (-4,7%), que recuaram pelo segundo mês consecutivo.

 “O segmento de tecnologia da informação contribuiu decisivamente para o resultado do setor de serviços. É o segmento que mais se destaca desde janeiro de 2011, com aumento do ritmo de crescimento a partir de maio de 2020, alcançando em dezembro de 2021 o ponto mais alto da série. Apesar dessa queda, o saldo dos últimos 3 meses ainda é positivo ”, disse   o gerente da pesquisa, Rodrigo Lobo.

Regionalmente, 12 das 27 unidades da federação tiveram retração no volume de serviços entre dezembro e janeiro, com impacto mais importante vindo do Distrito Federal (-9,1%), Rio de Janeiro (-1,2%) e Minas Gerais (-1,9%). Em contrapartida, São Paulo (0,6%) e Goiás (4,5%) registraram os principais avanços.

Em relação a janeiro de 2021, o setor de serviços cresceu 9,5%, com alta em todas as atividades. “Essa é a 11ª taxa positiva seguida, ainda em função de uma baixa base de comparação”, afirmou Lobo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas