Anec reduz previsão de exportação de soja do Brasil em março; eleva a de farelo

A associação deixou praticamente inalterada a previsão de exportação de trigo, em pouco mais de 500 mil toneladas

A exportação de soja do Brasil em março foi estimada em 12,9 milhões de toneladas, de acordo com avaliação nesta terça-feira da Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec), que reduziu sua projeção ante o número da semana passada (13,77 milhões).

Com isso, a exportação da oleaginosa do país deverá recuar cerca de 2 milhões de tonelada ante o mesmo período de 2021.

De outro lado, a Anec elevou a estimativa de exportação de farelo de soja para 2,011 milhões de toneladas, mais de 200 mil de tonelada acima da previsão da semana passada, o que deixa os embarques 742 mil toneladas acima de março do ano passado.

A Anec agora vê a exportação de milho alcançando 55 mil toneladas, ante nenhum volume estimado na semana anterior, após o Brasil ter fechado alguns acordos sob influência de demanda adicional gerada pela guerra na Ucrânia.

A associação deixou praticamente inalterada a previsão de exportação de trigo, em pouco mais de 500 mil toneladas.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas