“Com guerra, CDI deve ficar mais alto por muito mais tempo”, diz especialista

No ano passado a Selic estava em 2%. Para Christiansen, a taxa básica de juros deve passar dos 13% ao ano em 2022

As incertezas do mercado e o cenário inflacionário têm deixado os investimentos em renda fixa mais atrativos, de acordo com a análise de Rafael Christiansen, sócio fundador da B.Side Investimentos, na última segunda-feira (14), durante participação na programação da BM&C News.

“A gente já entende que o CDI vai ficar mais alto por bem mais tempo. Eu acho que em 2022 e, possivelmente, pelo menos o primeiro semestre de 2023, a gente ainda vá conviver com o cenário para o investidor muito mais fácil do ponto de vista de remuneração do que há um ano”, analisou.

No ano passado, a Selic estava em 2%. Para Christiansen, a taxa básica de juros deve passar dos 13% ao ano em 2022.

“Nas últimas semanas, nós estamos vendo uma série de emissões primária de renda fixa, sejam os CRAs, CRIs, os títulos isentos de Imposto de Renda, alguns deles saindo a remuneração de CDI + 3% ao ano isento. Em um CDI de 13% essas taxas são altíssimas”, disse.

Confira a análise na íntegra:

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas