Roberto Dumas sobre aumento da gasolina: “Quem está pagando a conta é o mais pobre”

Para o especialista, uma solução seria a Petrobras tirar dinheiro de dividendo da União, distribuir para o povo e dar subsídio

O professor do Insper e especialista em economia internacional, Roberto Dumas, comentou, durante participação na programação da BM&C News nesta segunda-feira (14), sobre as consequências do reajuste de preço da gasolina, anunciada pela Petrobras (PETR3;PETR4) na última semana.

“Ninguém quer o aumento da gasolina, só que, no final das contas, quem está pagando é o mais pobre. Quem está pagando é o povo que geralmente não usa a gasolina”, avaliou.

O professor explicou que o valor gasto com subsídio da gasolina seria cerca de R$45 bilhões. Já o Auxílio Brasil fica em torno de R$90 bilhões.

“Não seria melhor ajudar o mais pobre do que ajudar mais o que tem carro? Poderia aumentar o Auxílio Brasil de R$90 bilhões para R$150 bilhões”, destacou.

Ainda, Dumas pontuou que a população que utiliza o transporte público além de ter um benefício menor, vai gastar mais com a alta dos preços.

Para o especialista, uma solução seria a Petrobras tirar dinheiro de dividendo da União, distribuir para o povo e dar subsídio.

Dumas disse também que a petrolífera, por ser uma empresa estatal não tem que ter função social, quem tem que assumir esse papel é o governo.

“O Estados Unidos não tem dinheiro mas tem credibilidade para fazer politica fiscal expansionista. O Brasil não tem credibilidade e se gastar demais a curva de juros sobe mais”, pontuou.

Acompanhe a programação ao vivo:

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas