Guerra entre Rússia e Ucrânia impacta preço da gasolina, que chega a R$ 10 em algumas regiões 

A alta de quase 20% anunciada pela Petrobras fez a gasolina bater os R$ 10 em duas localidades: no estado do Acre e em Fernando de Noronha

Você sabia que o conflito que está acontecendo lá do outro lado do mundo pode impactar diretamente no seu bolso? O valor do barril de petróleo Brent pode passar dos US$ 180 com a guerra no leste europeu. Isso faria com que a gasolina chegasse a R$ 10,00 e o diesel a R$ 6,50.  

Em alguns estados, esse valor já é uma realidade. A alta de quase 20% anunciada pela Petrobras fez a gasolina bater os R$ 10 em duas localidades: no estado do Acre e em Fernando de Noronha, no estado de Pernambuco. Fernando de Noronha é uma localidade de difícil acesso, o que justifica o preço ser muito mais caro. Já na maior parte dos postos brasileiros, os preços variam entre R$ 7 e R$ 8 por litro.  

No começo da semana passada, o preço do barril do tipo Brent, saltou 18% e chegou a ultrapassar US$ 139, atingindo seu nível mais alto desde 2008. Em real, chegou perto dos R$ 700. Isso aconteceu depois que a Casa Branca afirmou que estava discutindo com outros países uma proibição da importação de petróleo russo. 

Isso acontece por que os russos estão em terceiro lugar entre os principais fornecedores de petróleo no planeta. Mas como a Rússia invadiu o território ucraniano, vários outros países aplicaram sanções contra os russos e isso afeta diretamente a logística de distribuição do produto. A Petrobras baseia sua política de preço dos combustíveis pela cotação do dólar, e isso faz com que os preços da gasolina e do diesel disparem ainda mais. 

Quer entender mais como o preço da gasolina deve continuar subindo? Assista ao vídeo abaixo:  

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas