Japão revisa para baixo PIB do 4º tri por fraqueza em gastos

O resultado ficou abaixo da expectativa de economistas de ganho de 5,6% e da leitura preliminar de 5,4% divulgada no mês passado
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

A recuperação econômica do Japão no último trimestre de 2021 foi mais fraca do que as estimativas iniciais, mostraram dados revisados nesta quarta-feira, uma vez que a aceleração dos gastos de empresas e do consumidor foi menor do que o informado antes.

Os dados revisados do Produto Interno Bruto divulgados pelo Escritório do Gabinete mostraram que a o Japão teve um crescimento anualizado de 4,6% entre outubro e dezembro.

O resultado ficou abaixo da expectativa de economistas de ganho de 5,6% e da leitura preliminar de 5,4% divulgada no mês passado.

“Isso sugere que a recuperação econômica do Japão da pandemia é mais fraca do que a da Europa e dos Estados Unidos”, disse Takeshi Minami, economista-chefe do Instituto de Pesquisa Norinchukin.

Na comparação trimestral, o PIB expandiu 1,1%, contra expectativa de avanço de 1,4%.

A mudança ocorreu principalmente devido a revisões para baixo no consumo privado, explicou uma autoridade do governo.

O consumo privado, que responde por mais da metade do PIB do Japão, aumentou 2,4% no quarto trimestre sobre os três meses anteriores, contra estimativa inicial de 2,7%.

No período, os gastos de capital cresceram 0,3%, ante projeção de economistas de alta de 0,7% e de leitura preliminar de 0,4%.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Matérias relacionadas