Ibovespa opera instável nesta terça; Ucrânia segue no foco

O principal índice da B3 tem leve desvalorização de 0,07% aos 111.518 pontos

O Ibovespa mudou de direção e opera em queda nesta terça-feira (8). Às 13h04, o principal índice da B3 tinha leve desvalorização de 0,07% aos 111.518 pontos.

O mercado financeiro continua acompanhando todos os detalhes envolvendo a invasão das tropas russas na Ucrânia.

Nesta segunda, a Rússia indicou que poderá encerrar as operações militares se a Ucrânia cumprir suas exigências.

Segundo o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, as reivindicações incluem o reconhecimento da Crimeia e das regiões de Donetsk e Luhansk como território russo. O Kremlin também exige que Kiev altere sua Constituição para garantir a neutralidade dos ucranianos, que se comprometeriam a não aderir à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Nesta terça-feira, a Shell anunciou seus planos de gradualmente abandonar operações de petróleo e gás natural na Rússia, em resposta à invasão.

De imediato, a petrolífera britânica está interrompendo todas as compras à vista de petróleo bruto russo e não renovará mais contratos com o país. Em comunicado, a empresa disse que fechará seus postos de serviços e encerrará as operações de combustíveis de aviação e lubrificantes na Rússia.

Voltando ao campo macroeconômico, no Brasil, o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) registrou alta de 1,50% em fevereiro, segundo dados da FGV (Fundação Getulio Vargas).

Com este resultado, o índice acumula alta de 3,55% no ano e 15,35% em 12 meses. Em fevereiro de 2021, o índice havia subido 2,71% e acumulava elevação de 29,95% em 12 meses.

Com Estadão Conteúdo

Compartilhe:

Matérias relacionadas