Preço do petróleo não deve voltar para baixo dos US$ 100 o barril, afirma analista

Entre a noite de domingo e a madrugada desta segunda-feira (7), o preço do petróleo subiu para US$ 139,13
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Os preços do petróleo atingiram o nível mais alto desde 2008 devido a atrasos no potencial retorno do petróleo iraniano aos mercados globais e a considerações dos Estados Unidos e aliados europeus de proibir importações de petróleo russo. O preço do petróleo chegou a US$ 138 o barril por volta das 17h do último domingo (6). Já entre a noite de domingo e a madrugada desta segunda-feira (7), o preço subiu para US$ 139,13.

Para o analista, Gustavo Almeida, o preço do petróleo não irá abaixar: “Me parece que essa cotação vá se manter nesses patamares de preço. Não vejo, como no curto prazo, a gente voltar para baixo dos US$100 o barril”, disse durante participação na programação da BM&C News.

O especialista pontuou que existe uma incerteza em relação ao cenário inflacionário futuro e os reflexos nas commodities.

“Hoje o mundo está sofrendo em função das escolhas não só do presente, o presente é o estopim para fazer com que a movimentação do preço trave e tenha essa valorização, mas as escolhas que se teve no passado”, analisou.

Confira a análise completa no vídeo abaixo:

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Matérias relacionadas