Rússia e Ucrânia voltam a trocar acusações sobre fracasso em evacuação de Mariupol

A segunda tentativa de evacuação de uma cidade do sul da Ucrânia falhou mais uma vez neste domingo devido ao bombardeio de forças russas

Separatistas pró-Rússia e a Guarda Nacional da Ucrânia acusaram-se mutuamente de não estabelecer um corredor humanitário fora da cidade ucraniana de Mariupol neste domingo, na segunda tentativa de organizar a saída de civis.

Um combatente do Regimento Azov da Guarda Nacional disse na rede de televisão Ukraine 24 informando que as forças russas e pró-russas que cercaram a cidade portuária de cerca de 400.000 habitantes continuam bombardeando áreas que deveriam estar seguras.

Um funcionário do governo separatista de Donetsk teria acusado as forças ucranianas de não atender ao cessar-fogo, segundo a agência de notícias Interfax.

A autoridade separatista disse que apenas cerca de 300 pessoas deixaram a cidade. Autoridades ucranianas disseram anteriormente que planejavam evacuar mais de 200.000 pessoas de Mariupol.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Matérias relacionadas