Ibovespa fecha em queda pressionado pela guerra na Ucrânia

Guerra na europa afugenta investidores que buscam refúgio na compra de dólares e Treasuries

O Ibovespa fechou o pregão desta sexta-feira (04) em queda. O principal índice acionário da bolsa brasileira está acompanhando a variação negativa das bolsas nos EUA e na Europa, em meio ao aumento das tensões entre a Rússia e a Ucrânia.

Vale lembrar que o conflito entre russos e ucranianos acabou resultando em um incêndio que se alastrou em parte da usina nuclear de Zaporizhzhia, autoridades do país confirmaram que tropas russas assumiram o controle do local na manhã desta sexta-feira, 4 (madrugada em Brasília). A notícia deixou o mercado ainda mais receoso, os levando a intensificar refúgios como a compra de dólares e Treasuries.

Apesar de cidades estratégicas estarem sob cerco russo e embates continuarem ocorrendo pelo país, o 9° dia de conflito começou com uma redução de tensões, após o incidente não ter escalado para uma catástrofe nuclear. A usina é a maior da Europa.

Em suma, a guerra é praticamente o único tema do dia, ofuscando o payroll (678 mil) bem acima do esperado em fevereiro e o PIB brasileiro do 4ºtri (0,5%), pouco acima das expectativas. Dessa forma, as bolsas em NY também caem e fecham no vermelho, refletindo as consequências da guerra no leste da Europa.

O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, fechou em baixa de -0,60%, cotado a 114.473,78 pontos.

dólar comercial fechou pela sexta semana seguida em alta de +1%, cotado a R$ 5,0783

Nos Estados Unidos, as bolsas fecharam em alta. O S&P 500 fechou em desvalorização de -0,79% (4.328,87), o Nasdaq registrou alta de -1,66% (13.313,44), enquanto o Dow Jones encerrou o dia caindo -0,53% (33.614,67).

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas