Generali fecha unidade na Rússia e anuncia doação a refugiados da Ucrânia

Um dos maiores grupos de seguro da Europa irá realizar uma doação à UNICEF e UNHCR

Monitorando de perto a situação e os impactos da guerra na Ucrânia para as operações, a Generali, um dos maiores grupos de seguro da Europa, anunciou que irá fechar seu escritório em Moscou, na Rússia.

Além disso, a empresa renunciou as posições que ocupa no quadro da seguradora russa Ingosstrakh, em que possuia participação minoritária de 38,5%. Como resultado, a Generali não tem influência sobre suas operações.

“Também anunciamos que a Europ Assistance, parceira global da Generali e que opera no país, encerrará suas atividades”, informa em comunicado divulgado à imprensa.

A companhia ainda diz que a baixa exposição ao mercado russo, em relação aos negócios de investimento e seguros, está sob “avaliação constante e totalmente em conformidade com todas as sanções aplicáveis”.

DOAÇÃO

O grupo também decidiu doar três milhões de euros para dar suporte aos programas de assistência aos refugiados, o que inclui uma doação ao UNHCR, que está atualmente liderando a resposta humanitária na Ucrânia.

“Uma campanha de doação entre funcionários também está em andamento: a cada 1 euro doado, a empresa doa mais um. Esses valores serão entregues à UNICEF em suporte ao trabalho que será feito pela organização para ajuda às famílias impactadas“, informa a Generali.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Matérias relacionadas