EUA consideram reduzir importações de petróleo russo, diz Casa Branca

Os Estados Unidos importaram da Rússia mais de 20,4 milhões de barris de petróleo e produtos refinados por mês em média em 2021

O governo dos Estados Unidos está analisando opções para cortar as importações de petróleo da Rússia e avaliando possíveis ações para minimizar o impacto sobre a oferta global e os efeitos sobre os consumidores, disse a Casa Branca nesta sexta-feira.

A Casa Branca também permanece em contato com parlamentares dos Estados Unidos sobre o assunto, afirmou a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, a repórteres.

“Estamos procurando maneiras de reduzir a importação de petróleo russo e, ao mesmo tempo, garantir que vamos manter as necessidades globais de abastecimento”, disse Psaki.

Os Estados Unidos importaram da Rússia mais de 20,4 milhões de barris de petróleo e produtos refinados por mês em média em 2021, cerca de 8% das importações de combustível líquido dos EUA, segundo a Administração de Informação de Energia (AIE).

A conselheira econômica da Casa Branca, Cecilia Rouse, observou que, embora os EUA não importem muito petróleo russo, ainda estão analisando uma série de medidas possíveis.

“O que é realmente mais importante é mantermos o fornecimento constante de energia global”, disse ela, acrescentando que o governo estava “considerando uma série de opções que poderíamos tomar agora se cortássemos” o consumo da energia russa.

Os comentários ocorrem no momento em que os preços do petróleo dispararam na semana passada, depois que os Estados Unidos e seus aliados impuseram sanções à Rússia por conta da invasão à Ucrânia.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Matérias relacionadas