Bomba termobárica: o que são as armas que Rússia pode ter usado na Ucrânia

A utilização de armas termobáricas é fortemente condenada pelas organizações de direitos humanos. 
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

O embaixador da Ucrânia nos Estados Unidos e grupo de direitos humanos acusaram a Rússia de utilizar no confronto com a Ucrânia, uma arma termobárica, conhecida também como bomba a vácuo.

Nesta segunda-feira (28), houve uma explosão em uma refinaria de petróleo em Okhtyrka, na região de Sumy, na Ucrânia, e estão alegando que a explosão foi causada por uma bomba termobárica.

Os indícios do uso desta arma aumentaram após vídeos circularem na internet, utilizando bombas em formatos de ‘cogumelos’, causando grandes destruições, semelhantes aos efeitos de armas nucleares.

Vale destacar que, a utilização de armas termobáricas é fortemente condenada pelas organizações de direitos humanos. 

Como as bombas termobáricas funcionam?

As armas termobáricas, também conhecidas como bombas de vácuo, em que sugam todo o oxigênio do ar para ocasionar uma intensa explosão de altíssima temperatura, funcionam em duas etapas. 

A primeira etapa, se resume em uma carga explosiva que espalha o combustível na nuvem, assim pode invadir edifícios ou objetos ao redor da explosão. Já a segunda parte, estimula a nuvem que motiva uma enorme bola de fogo, sugando todo o oxigênio das áreas ao redor. 

Um explosivo termobárico é completamente composto de combustível e utiliza o oxigênio do ar. Por outro lado, um explosivo comum contém aproximadamente 30% de combustível e 70% de oxidante em peso, sendo assim, as armas termobárica são extremamente mais poderosas e nocivas.

Quais efeitos elas causam?

Em suma, os efeitos de calor e pressão causados por essa arma são pavorosos, dado que qualquer objeto atingido por uma explosão seria imediatamente vaporizado. Além disso, se uma pessoa estiver ao redor da área atingida pelo explosivo, recebe imediatamente ferimentos gravíssimos internos, isso ocorre em razão da onda de choque provocada pela arma termobárica.

Sinais do uso dos explosivos contra a Ucrânia

No início desta semana, nos Estados Unidos,  a embaixadora da Ucrânia afirmou que as tropas russas estariam utilizando explosivos termobáricos para invadir a Ucrânia.
Nas redes sociais estão circulando vídeos e fotos, não verificados, em que supostamente surgem explosões com efeitos devastadores, lançadas contra a base militar de Okhtyrka, na Ucrânia.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Matérias relacionadas