Ibovespa perde o fôlego mas fecha estável

O protagonismo do dia foi para as companhias ligadas às commodities, que passaram o pregão entre as maiores altas do Ibovespa

Mesmo abrindo em alta e permanecendo no azul por boa parte do dia, o Ibovespa acabou fechando o pregão desta quinta-feira (3), no zero a zero. O principal índice da bolsa brasileira acabou seguindo as bolsas norte-americanas, que fecharam em queda.

Entre os principais destaques do dia, o protagonismo foi para as companhias de commodities, que passaram o pregão entre as maiores altas do Ibovespa, no lastro da expectativa de aumento de preços pelo mundo. No entanto, o aviso da Petrobras de que não vai repassar tão cedo esse rali do petróleo aos consumidores passou a falar mais alto no rumo do índice, que caiu a partir do anúncio.

O mercado segue atento aos desdobramentos da guerra na Ucrânia. Na noite de ontem (2), o prefeito de Kherson, Ihor Kolykhaiev, confirmou que a Rússia tomou o controle da cidade ucraniana.

Segundo ele, os militares da Ucrânia não estão mais na localidade e seus habitantes devem agora cumprir as instruções de “pessoas armadas que vieram para a administração da cidade”.

Hoje pela manhã, o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, afirmou que o país se manterá firme na luta contra a invasão russa, que entra em seu oitavo dia de conflitos. Zelensky, por meio de um vídeo nas redes sociais, disse que os primeiros dias da “guerra total” foram difíceis, mas que os ucranianos estão unidos e, portanto, perseveraram.

O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, fechou em baixa de 0,01%, cotado a 115.166 pontos.

dólar comercial fechou pela sexta semana seguida em queda de -1,55%, cotado a R$ 5,0280

Nos Estados Unidos, as bolsas fecharam em alta. O S&P 500 fechou em desvalorização de -0,52% (4.363,52), o Nasdaq registrou alta de -1,56% (13.537,94), enquanto o Dow Jones encerrou o dia caindo -0,29% (33.794,49).

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Matérias relacionadas