Ásia: bolsas fecham na maioria em alta, após Powell propor aumento de juros menor

O presidente do Fed, Jerome Powell, afirmou que vai propor elevação de juros de 25 pontos-base na reunião de política monetária do BC americano, em meados de março, fator que ajudou a impulsionar as bolsas de Nova York ontem

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em alta nesta quinta-feira, 3, seguindo o desempenho positivo de Nova York, após o presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) defender ontem um aumento de juros mais moderado. Na China, por outro lado, os mercados ficaram no vermelho após dados fracos de atividade do setor de serviços.

O índice japonês Nikkei subiu 0,70% em Tóquio hoje, a 26.577,27 pontos, enquanto o Hang Seng avançou 0,55% em Hong Kong, a 22.467,34 pontos, o sul-coreano Kospi teve ganho de 1,61% em Seul, a 2.747,08 pontos, e o Taiex registrou alta de 0,37% em Taiwan, a 17.934,40 pontos.

O presidente do Fed, Jerome Powell, afirmou que vai propor elevação de juros de 25 pontos-base na reunião de política monetária do BC americano, em meados de março, fator que ajudou a impulsionar as bolsas de Nova York ontem. Muitos investidores temiam um aumento mais agressivo da taxa básica dos EUA, de 50 pontos-base.

Já na China continental, o Xangai Composto recuou 0,09% nesta quinta, a 3.481,11 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto caiu 0,83%, a 2.294,08 pontos, após pesquisa da IHS Markit e da Caixin Media mostrar queda do PMI de serviços chinês em fevereiro a 50,2, o menor nível em seis meses.

Na Oceania, a bolsa australiana acompanhou o tom positivo da Ásia e de Nova York, e o S&P/ASX 200 avançou 0,49% em Sydney, a 7.154,40 pontos.

Investidores na Ásia e no Pacífico também seguem monitorando a guerra entre Rússia e Ucrânia. Ontem, os dois lados manifestaram disposição de retomar negociações ainda nesta semana. 

Compartilhe:

Matérias relacionadas