Zelenski: Ucrânia foi abandonada e sabotadores russos entraram em Kiev

"Vou ficar na capital", disse ele, acrescentando que sua família também estava na Ucrânia
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

O presidente ucraniano, Volodmir Zelenski, afirmou nesta sexta-feira, 25 (horário local, noite de quinta-feira, 24, no Brasil) que seu país foi abandonado após a invasão russa, acrescentando acreditar que grupos de sabotagem enviados por Moscou entraram na capital, Kiev.

“Nos deixaram sozinhos para defender nosso Estado”, afirmou Zelenski em um vídeo publicado na conta presidencial. “Quem está disposto a lutar conosco? Não vejo ninguém. Quem está disposto a dar à Ucrânia uma garantia de adesão à Otan? Todos estão com medo”, lamentou.

Vestindo uma camiseta, com a barba por fazer e falando em ucraniano, em vez de seu russo nativo, Zelenski disse ter recebido informações sobre grupos de sabotagem. “É por isso que estou pedindo aos cidadãos de Kiev que sejam vigilantes e cumpram as regras da lei marcial”, afirmou.

Entre os muitos rumores falsos que circulam, disse Zelenski, havia um de que ele havia fugido do país. “Vou ficar na capital”, disse ele, acrescentando que sua família também estava na Ucrânia, mas que ele não poderia divulgar sua localização. “O inimigo me marcou como alvo nº 1, minha família, como alvo nº 2. Eles querem destruir a Ucrânia politicamente destruindo o chefe de Estado”, afirmou.

Zelenski também informou que até o momento 137 ucranianos, militares e civis, foram mortos desde o início da invasão russa, na madrugada desta quinta-feira. (COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS)

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Matérias relacionadas