Tensão Rússia-Ucrânia pode atrapalhar planos do Federal Reserve

Movimento complica os esforços do Fed para conter a inflação e voltar ao pleno emprego

O resultado da incursão da Rússia nas duas regiões separatistas da Ucrânia é incerto, mas já fez os preços das commodities dispararem. Economistas dizem que é o preço do petróleo que mais importa, porque os preços do petróleo podem aumentar a inflação e desacelerar a economia global.

O que acontece com o petróleo também pode determinar se o Fed continua em ritmo acelerado de alta depois de aumentar as taxas de juros em março ou, em última análise, diminui o ritmo devido a preocupações com o crescimento.

A perpesctiva para aumentos das taxas do Fed após março podem se tornar menos claras caso a Rússia continue sua incursão na Ucrânia.

Isso ocorre porque as tensões aumentaram o preço do petróleo e da gasolina, principal produto de compra para muitos americanos, e é o consumidor dos EUA que impulsiona cerca de 70% da economia do país.

Os preços do petróleo e de outras commodities têm subido devido a preocupações de que os movimentos de tropas da Rússia para a Ucrânia e as sanções dos EUA e aliados possam levar a suprimentos limitados.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Matérias relacionadas