Ibovespa fecha em alta na contramão dos EUA

Nos EUA, os indicadores norte-americanos registraram uma redução sútil ao final do pregão, mas fecham em queda
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

O Ibovespa voltou a subir nesta terça-feira (22), em um movimento contrário às bolsas globais que sofrem com a tensão entre Rússia e Ucrânia. Dessa forma, o Brasil acabou virando um hedge para a alta das commodities e valorização o câmbio, que chegou a R$ 5 hoje.

No campo corporativo, o mercado continua atento aos balanços do quarto trimestre divulgados no Brasil. Hoje, o Banco Inter (BIDI11) informou que reportou lucro líquido contábil de R$ 6,4 milhões no 4T21, o que representa uma queda de 67,1% quando comparado com o mesmo período de 2020.

Nos EUA, os indicadores norte-americanos registraram uma redução sútil nas perdas após o pronunciamento do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, sobre as tensões entre a Rússia e a Ucrânia. Além disso, a disparada do petróleo, que hoje chegou a US$ 99,50 eleva preocupações com a inflação em território norte-americano, mas há o temor de que um conflito freie uma elevação de juros.

O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, fechou em alta de +1,04%, cotado a 112.891,80 pontos.

dólar comercial fechou pela sexta semana seguida em queda de -1,07%, cotado a R$ 5,052

Nos Estados Unidos, as bolsas fecharam em baixa. O S&P 500 fechou em desvalorização de -1,02% (4.304,69), o Nasdaq registrou queda de -1,23% (13.381,52), enquanto o Dow Jones encerrou o dia caindo em -1,42% (33.596,80).

Confira os destaques desta terça-feira:

Putin diz que a melhor solução seria a Ucrânia desistir da Otan

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou, nesta terça-feira (22), que a melhor alternativa para acabar com a crise seria a Ucrânia desistir de se unir à Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte). 

“A melhor solução para essa questão seria que as autoridades atualmente no poder em Kiev desistissem de ingressar na Otan por conta própria e se mantivessem na neutralidade”, disse Putin. 

Além disso, o presidente russo disse que está contente com a independência pacífica das Repúblicas de Donetsk e Luhansk. 

Ele ressaltou que todas as controvérsias para completar a independência das duas Repúblicas dependem das negociações com as autoridades de Kiev. 

Biden anuncia sanções contra a Rússia

Após a Rússia reconhecer regiões separatistas da Ucrânia, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse, nesta terça-feira (22), que a atitude é uma violação às leis internacionais e exige uma resposta firme. 

Biden afirmou que vai anunciar o primeiro pacote de sanções em resposta a essa movimentação da Rússia. “Vamos cortar a forma como a Rússia pede financiamento nos mercados internacionais. Quatro instituições financeiras russas e o banco militar da Rússia sofrerão sanções”, disse.

“A Rússia pagará um preço ainda mais alto se continuar. Nós estamos prontos com um sistema de defesa”, ressaltou Biden.

Biden disse ainda que terá ações robustas para que as sanções atinjam a economia russa e não a dos Estados Unidos.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Matérias relacionadas