Tensão entre Rússia e Ucrânia beneficia Bolsa brasileira? Especialista comenta

Para o Jorge Dib, gestor da Frontier Capital, os investidores que têm um portfólio mais diversificado não será tão impactado com as incertezas da tensão geopolítica
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

O mundo segue acompanhando os desdobramentos da tensão entre Rússia e Ucrânia e como afeta o mercado mundial. Nesta segunda-feira (21), o presidente da Rússia, Vladimir Putin, sinalizou que não há perspectivas para um plano de paz para acabar com tensão com a Ucrânia, de acordo com informações da agência de notícias AFP.

A notícia foi divulgada pouco após o presidente da França, Emmanuel Macron, ressaltar que uma conversa para debater saídas diplomáticas para a crise dependem especialmente do mandatário russo.

Diante desse cenário, olhando em perspectiva do mercado, o Ibovespa segue no positivo e beneficiando o setor de commodities.

Para o Jorge Dib, gestor da Frontier Capital, os investidores que têm um portfólio mais diversificado não será tão impactado com as incertezas da tensão geopolítica.

“Vamos trabalhar com commodities ainda para cima no médio prazo, na nossa opinião”, pontuou.

Confira a análise completa no vídeo abaixo:

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Matérias relacionadas