Ibovespa inverte sinal e opera em baixa; investidores seguem atentos à crise na Ucrânia

O principal índice da B3 tem baixa de 0,23% aos 112.615 pontos
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

O Ibovespa mudou de sinal e opera em queda, nesta segunda-feira (21), dia que o mercado deve ter a liquidez reduzida por conta do feriado nos EUA. Os investidores seguem atentos aos riscos de invasão da Ucrânia pela Rússia.

Às 15h30, o principal índice da B3 tinha baixa de 0,23% aos 112.615 pontos.

No Leste europeu,  a Rússia informou que ainda é “prematuro falar sobre planos específicos para” uma reunião de cúpula entre os presidentes russo, Vladimir Putin, e dos EUA, Joe Biden, para discutir a crise da Ucrânia.

“A reunião é possível se os líderes a considerarem viável”, afirmou o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, em teleconferência com repórteres nesta segunda-feira, 21. O comentário veio após o presidente da França, Emmanuel Macron, propor o encontro a Biden e Putin neste domingo.

Aqui no Brasil, o Banco Central divulgou o Boletim Focus, com as perspectivas dos analistas para os principais indicadores econômicos. Entre eles, as projeções para o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) aumentaram de 5,50% para 5,56% esta semana.

Para 2023, as projeções para o IPCA continuaram em 3,50%.

Em relação ao PIB (Produto Interno Bruto), a projeção dos analistas permaneceu em crescimento de 0,30% em 2022 e 1,50% no próximo ano.

Já para a Selic (taxa básica de juros), a perspectiva continuou em 12,25% este ano e 8% no final de 2023.

Entre os indicadores internacionais, destaque para o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) da Alemanha, que saltou 25% em janeiro ante igual mês do ano passado, segundo dados da Destatis.

 A taxa anual do PPI, que se acelerou de 24,2% em dezembro, é a mais alta já registrada pela agência. Em relação a dezembro, o PPI alemão subiu 2,2% em janeiro.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Matérias relacionadas