Presidente do Banco Mundial teme que G20 não tome medidas para lidar com excesso de dívida

Um comunicado final da reunião dos líderes financeiros do G20 foi adiado devido a divergências com Rússia e China sobre referências a tensões geopolíticas
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

O presidente do Banco Mundial, David Malpass, disse nesta sexta-feira não acreditar que os ministros das Finanças do Grupo dos 20 estejam tomando medidas adequadas para lidar com um excesso crescente de dívida que ameaça a recuperação de países pobres que terão que gastar recursos preciosos para quitar dívidas com credores ricos.

“Sabe, os ministros das Finanças do G20 estão se reunindo hoje, tentando elaborar um comunicado”, afirmou Malpass em um fórum na Conferência de Segurança de Munique. “E a preocupação é que o G20 não esteja identificando os passos à frente para lidar com esse excesso de dívida.”

Um comunicado final da reunião dos líderes financeiros do G20 sediada pela Indonésia foi adiado devido a divergências com Rússia e China sobre referências a tensões geopolíticas e linguagem sobre reestruturação da dívida, disseram pessoas familiarizadas com as negociações.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Matérias relacionadas