Prejuízo: Allianz deve gastar mais de US$ 4 bilhões em ações judiciais

A provisão resultou em um prejuízo líquido atribuível aos acionistas de US$ 332 milhões no 4T21
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

A Allianz, seguradora e gestora de ativos alemã, precisará desembolsar US$ 4 bilhões para custear investigações e ações judiciais resultantes do colapso de uma empresa multibilionária. A empresa informou que a provisão resultou em um prejuízo líquido atribuível aos acionistas de US$ 332 milhões no 4T21.

A companhia disse que o resultado de várias investigações e processos “não pode ser estimado com segurança” e que “espera incorrer em despesas adicionais antes que essas questões sejam finalmente resolvidas”.

Segundo a Reuters, a questão gira em torno dos fundos Allianz que usaram estratégias complexas de opções para gerar retornos, mas acumularam perdas maciças quando a disseminação do COVID-19 desencadeou oscilações fortes no mercado de ações em fevereiro e março de 2020.

ACORDO

A Allianz disse esperar por um acordo com os principais investidores “em breve”, mas as discussões com os demais, o DOJ e a SEC, “continuam em andamento”.

O prejuízo trimestral se compara a um lucro de 1,8 bilhão de euros um ano atrás. O lucro do ano, de 6,6 bilhões de euros, foi o menor desde 2013. “Apesar dos desafios em 2021, a Allianz provou sua resiliência e adaptabilidade”, disse o CEO Oliver Baete.

(Com Reuters)

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Matérias relacionadas