“Biden precisa dar incentivo para a indústria de petróleo”, diz estrategista sobre polêmica envolvendo ESG e indústria de carvão

Do ponto de vista dos investimentos, o estrategista ressaltou que ao longo dos anos o setor de petróleo tende a perder relevância, mas não no curto prazo
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

A indústria de carvão dos Estados Unidos vem apresentando lucros positivos em razão do aumento da demanda e os preços mais altos.

Foi o caso da maior produtora mundial do setor privado, Peabody Energy, que reportou o trimestre mais lucrativo da história. Outra empresa do setor que apresentou bons resultados foi a segunda maior companhia do ramo, a Arch Resources.

Durante participação na BM&C News, o estrategista-chefe da Avenue, William Castro Alves, destacou que existe uma polêmica entre preservação do meio ambiente, lucro de empresas ligadas ao petróleo e a empregabilidade.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, elegeu-se com um discurso de defender a política ESG, sigla em inglês para “environmental, social and governance” – ambiental, social e governança na tradução para o português. Para William, a implementação do Green é mais demorado e para fazer uma mudança de matriz energética deve ser realizado de forma planejada.

“Agora o que o Biden precisa fazer é dar incentivo para a indústria de petróleo para eles produzirem mais, porque precisa. Senão o país não cresce, senão o preço da energia vai explodir mais ainda”, disse.

Do ponto de vista dos investimentos, o estrategista ressaltou que ao longo dos anos o setor de petróleo tende a perder relevância, mas não no curto prazo.

“Para o investidor que olha para o curto prazo não dá para fechar os olhos e abdicar de setores que são ainda relevantes e de empresas que podem ser lucrativas. O setor que melhor performou na Bolsa americana neste ano foi todo o setor de energia/petróleo”, pontuou.

Confira a análise completa no vídeo abaixo:

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Matérias relacionadas