Balanços corporativos, discursos de ‘Fed Boys’ nos EUA e o que move o mercado hoje

No Brasil, a atenção se volta aos resultados trimestrais de Cosan (CSAN3), Cosan Logística (RLOG3) e Hypera (HYPE3).
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Os mercados mundiais amanhecem em leve alta na manhã desta sexta-feira (18), após o movimento de aversão ao risco global devido o agravamento da tensão Rússia-Ucrânia, que contaminou as bolsas mundiais, aliado ao movimento de alta de juros e redução de estímulos, liderado pelo Federal Reserve (Banco Central dos Estados Unidos).

Por lá no país norte-americano, o dia será marcado por quatro discursos de ‘Fed Boys’, que podem trazer mais pistas sobre a condução da alta de juros na maior economia do mundo.

Ainda no cenário internacional, as bolsas asiáticas fecharam sem direção única nesta sexta-feira, enquanto investidores continuam monitorando os riscos das tensões entre Ucrânia e Rússia.

O índice acionário japonês Nikkei caiu 0,41% em Tóquio hoje, a 27.122,07 pontos, enquanto o Hang Seng teve queda de 1,88% em Hong Kong, a 24.327,71 pontos, e o Taiex recuou 0,20% em Taiwan, a 18.232,35 pontos.

Na China continental, por outro lado, as bolsas tiveram ganhos moderados, ajudadas por ações do setor financeiro: o Xangai Composto subiu 0,66%, a 3.490,76 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 0,42%, a 2.311,79 pontos. Já o sul-coreano Kospi ficou praticamente estável em Seul, com alta marginal de 0,02%, a 2.744,52 pontos.

E as vendas no varejo do Reino Unido tiveram expansão de 1,9% em janeiro ante dezembro, segundo dados publicados nesta sexta-feira pelo Escritório Nacional de Estatísticas (ONS, na sigla em inglês) do país.

BRASIL

No cenário doméstico, a agenda econômica é mais tranquila. A atenção se volta aos resultados trimestrais, com Cosan (CSAN3), Cosan Logística (RLOG3) e Hypera (HYPE3) divulgando seus balanços.

Além disso, o mercado aguarda a divulgação dos economistas perante a reunião trimestral do Banco Central, com a pauta principal voltada ao esforço da instituição em relação ao ciclo de aperto monetário com objetivo de controlar inflação à meta este ano.

Considerando menor expectativa de uma alta menor do juro em março, o mercado precifica na curva do DI um ciclo mais longo, com a Selic terminal mais próximo dos 13%.

RADAR CORPORATIVO

A Energisa fechou acordo para a compra de 100% da Gemini Energy, por 822,6 milhões de reais, considerando ainda a assunção de dívida de 1,7 bilhão de reais, informou a companhia em fato relevante ao mercado na quinta-feira (17).

A Renault voltou para o azul em 2021, com lucro líquido de 888 milhões de euros, mas não pagará dividendos referentes ao ano passado, segundo balanço publicado nesta sexta-feira (18).

E a JBS (JBSS3) anunciou que retirou proposta anunciada anteriormente de adquirir todas as ações ordinárias em circulação da Pilgrim’s Pride, que não fossem de propriedade da JBS ou de suas subsidiárias.

(Com Reuters e Estadão Conteúdo)

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Matérias relacionadas