Ibovespa cai com tensão entre Rússia e Ucrânia de volta ao radar

O principal índice da B3 recua 1,02% aos 114.007 pontos

O Ibovespa opera em queda nesta quinta-feira (17), com o mercado atento às tensões entre a Rússia e a Ucrânia, que voltaram a se acentuar.

Às 15h17, o principal índice da B3 tinha baixa de 1,02% aos 114.007 pontos.

Nos EUA, os índices também operam no vermelho. O S&P500 cai 1,29%, o Nasdaq perde 1,80% enquanto o Dow Jones recua 1,09%.

A crise entre Rússia e Ucrânia voltou a pesar nos mercados, depois que aliados da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) acusaram a Rússia de iludir o mundo e disseminar “desinformação”, ao afirmar que parte de suas forças estão retornando para bases permanentes, e de, na verdade, ter deslocado mais 7 mil soldados para a turbulenta região fronteiriça com a Ucrânia.

Em meio a temores de que a Rússia invada o país vizinho, as tensões ganharam força nesta quinta-feira na linha que separa as forças ucranianas de separatistas apoiados por Moscou no sul do país, com as partes envolvidas acusando ambos os lados de lançarem bombardeios.

Entre os indicadores do dia, o Departamento do Trabalho dos Estados Unidos anunciou que os novos pedidos de seguro-desemprego atingiram 248 mil na semana encerrada em 12 de fevereiro. O número ficou bem acima das projeções do mercado, que apontavam para 219 mil solicitações no período. Na semana anterior, o número de pedidos iniciais foi de 225 mil, conforme dados revisados.

Ainda por lá, o Departamento do Comércio divulgou que as construções de novas moradias iniciadas tiveram uma queda de 4,1% em janeiro em comparação a dezembro de 2021, para 1,638 milhão. Os números do último mês do ano passado foram revisados para 1,708 mi de novas construções residências iniciadas.

No campo corporativo, a elétrica EDP Energias do Brasil, da portuguesa EDP, registrou lucro líquido de 809 milhões de reais no quarto trimestre, alta de 15,6% ante o mesmo intervalo em 2020, informou nesta quarta-feira a companhia, ao anunciar ainda o pagamento de dividendo recorde  de R$ 1,2 bilhão, o que representa 2,18 reais por ação.

Já o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado entre outubro e dezembro somou 1,36 bilhão de reais, alta de 66,3% na comparação com um ano antes.

Em 2021, a EDP alcançou um resultado recorde, com lucro de 2,2 bilhões de reais, avanço de 43,2% ante 2020. Já o Ebitda ajustado somou 3,5 bilhões de reais, alta de 40,3%.

Com Estadão Conteúdo e Reuters

Compartilhe:

Matérias relacionadas