Resumo das análises: BBAS3, PRIO3, PETR4 e mais

Confira as análises desta quarta-feira (16)

Veja abaixo um resumo com as principais análises de ações divulgadas na BM&CNews nesta quarta-feira (16).

BBAS3: “O Banco do Brasil é um dos bancos mais baratos do mundo nas bolsas”, diz Maurício Gallego

Para o gestor de Renda Variável da Somma Investimentos, Maurício Gallego, o Banco do Brasil é um dos ativos do setor mais baratos listados nas bolsas de valores de todo o mundo. Leia mais.

PRIO3: “Sequência de alta pode levar ação a R$ 30,40“, diz analista

Em participação no Pre Market, o analista Gustavo Almeida afirmou que se ultrapassar este patamar, o próximo nível estaria nos R$ 37. “Se o mercado ganhar força, este é o contexto que imagino”, afirmou. Leia mais.

BPAC11: “Está muito agressivo com relação à aquisição de carteiras”, diz Maurício Gallego

Para Maurício Gallego, gestor de Renda Variável da Somma Investimentos, o BTG Pactual adotou uma estratégia muito agressiva com relação à aquisição de carteiras. Leia mais.

Rússia e Ucrânia: “Acredito que não haverá um conflito”, diz Alan Ghani

O analista, Alan Ghani, durante sua participação ao BM&C Market, destacou que acredita que não haverá de fato um conflito entre a Rússia e a Ucrânia. Leia mais.

PETR4: “Com petróleo se consolidando na casa de US$95, pressão é maior para reajustar preço para cima”, avalia especialista

O petróleo voltou a subir, na manhã desta quarta-feira (16), com o preço atingindo a margem de US$ 94 por barril, diante de tensão geopolítica entre a Rússia e a Ucrânia. Empresas do setor de petróleo, como a Petrobras (PETR4), têm se beneficiado das altas, conforme analisou o sócio da GTI, Rodrigo Glatt. Leia mais.

Banco do Brasil (BBAS3) paga mais dividendos do que Itaú (ITUB4), diz gestor de renda variável

Na análise, o gestor de renda variável da Somma Investimentos, Maurício Gallego, disse que a estatal possui um desconto muito grande em relação aos bancos privado e fez uma comparação com o Itaú (ITUB4): “O Banco do Brasil é cotado a menos da metade do que o Itaú, sendo que com todo esse risco ele dá muito mais dividendo”. Leia mais.

Banco Central: Abaixar ou aumentar demais Selic por muito tempo é um erro, avalia especialista

O mercado elevou a perspectiva para a taxa básica de juros ao final deste ano, depois de o Banco Central ter deixado em aberto o rumo da Selic e em meio à pressão inflacionária, ao mesmo tempo em que voltou a aumentar a projeção para a alta dos preços. Sérgio Machado, gestor da Trópico, apontou os equívocos que o BC cometeu para controle da inflação. Leia mais.

“Mercado continua apostando em inflação e teremos problema de curto prazo”, avalia analista sobre tensão entre Rússia e Ucrânia

Durante o Pre-Market, Gustavo Almeida, comentou, nesta quarta-feira (16), sobre os desdobramentos da tensão entre Rússia e Ucrânia e como o mercado tem reagido. “Quando a gente olha para esse contexto, me parece que o mercado continua apostando no tema inflação e que de fato vamos ter algum problema de curto prazo”, avaliou o analista. Leia mais.

PRIO3: “é um ativo claramente em tendência de alta”, avalia André Moraes

O analista da Rico Investimentos, André Moraes, ao analisar o gráfico de PetroRio (PRIO3), destacou que o ativo está em tendência de alta. Leia mais.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Matérias relacionadas