Ibovespa fecha em alta pela 7ª vez aos 115 mil pontos

Nos Estados Unidos, as bolsas encerraram mistas após a divulgação da ata do Fomc

O principal índice acionário da bolsa brasileira encerrou em alta novamente nesta quarta-feira (16), marcando o sétimo dia consecutivo de alta.

O bom momento do mercado brasileiro vai na contramão da tendência de correção dos indicadores de Wall Street. No cenário externo, o alívio das tensões entre Rússia e Ucrânia está contribuindo para o otimismo do mercado. Além disso, os balanços de resultados do quarto trimestre de 2021 seguem no radar dos investidores.

Nos Estados Unidos, as bolsas encerraram mistas após a divulgação da ata do Fomc, que indicou que os juros devem avançar em um ritmo mais rápido e ressaltou as preocupações com a inflação. Por outro lado, o avanço das vendas do varejo em janeiro surpreendeu positivamente os investidores.

O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, fechou em alta de +0,31%, cotado a 115.180,95 pontos.

dólar comercial fechou em queda de 1,2%, cotado a R$ 5,1279

Nos Estados Unidos, as bolsas fecharam mistas. O S&P 500 fechou em valorização de +0,09% (4.476,10), o Nasdaq registrou queda de -0,11% (14.124,56), enquanto o Dow Jones encerrou o dia caindo em -0,15% (34.936,54).

Confira os destaques desta quarta-feira:

Fluxo cambial total no ano até 11 de fevereiro é positivo em US$ 6,570 bi, diz BC

O fluxo cambial do ano até 11 de fevereiro ficou positivo em US$ 6,570 bilhões, informou nesta quarta-feira, 16, o Banco Central (BC). Em igual período do ano passado, o resultado era negativo em US$ 6,180 bilhões.

A entrada líquida pelo canal financeiro neste ano até 11 de fevereiro foi de US$ 10,158 bilhões. O resultado é fruto de aportes no valor de US$ 62,886 bilhões e de retiradas no total de US$ 52,728 bilhões. O segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo anual acumulado até 11 de fevereiro ficou negativo em US$ 3,589 bilhões, com importações de US$ 25,204 bilhões e exportações de US$ 21,616 bilhões. Nas exportações estão incluídos US$ 3,550 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 4,112 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 13,953 bilhões em outras entradas.

Fomc busca alcançar inflação a 2% no longo prazo, diz ata

Segundo a ata da reunião de janeiro do Comitê Federal do Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, divulgada, nesta quarta-feira (16), pelo Federal Reserve (Fed), o Comitê manteve a meta para a taxa dos fundos federais em 0 a 0,25% em apoio aos objetivos de emprego e inflação máximos na taxa de 2% no longo prazo. 

Os dirigentes da autoridade monetária esperam ainda que a inflação modere ao longo de 2022. 

Além disso, membros do Fomc concordaram em continuar reduzindo o ritmo mensal de compra de ativos, encerrando-as em março. 

“Se a onda da ômicron passar logo, o crescimento dos EUA em 2022 deve ser robusto”, afirma a ata. 

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Matérias relacionadas