As oportunidades que existem entre Brasil e Rússia são muito grandes, diz presidente da União Química

Para ele, se houver uma coordenação no volume de negócios entre as nações, esse volume pode ser duplicado “em um prazo muito curto”

Durante participação no programa Portfólio Global, Fernando de Castro Marques, presidente da União Química, disse que as oportunidades que existem entre o Brasil e a Rússia são muito grandes. “Acho que a questão do agronegócio, os suplementos de fertilizantes no Brasil, hoje, é o principal assunto da pauta e dos acordos bilaterais entre Rússia e Brasil”, afirmou. 

Fernando participou do primeiro encontro do Fórum dos Conselhos de Empresários da Rússia, realizado, nesta terça-feira (15), em Moscou. 

Fernando ressaltou que essa pauta já foi maior e mais importante no passado, “envolvendo mais áreas industriais entre as duas grandes nações”. 

“Existe uma gama de produtos e oportunidades para Rússia e Brasil aumentarem o leque de negócios entre as duas nações, seja na área de tecnologia, área militar, de biotecnologia, farmacêutica, em tantas outras áreas de interesse de ambas as nações”, destacou.

Para ele, se houver uma coordenação no volume de negócios entre as nações, esse volume pode ser duplicado “em um prazo muito curto”, o que pode gerar mais empregos para ambos.   

Fernando disse ainda que existe uma grande oportunidade de exportação para o Brasil. “O nosso volume de negócios com essas parte do mundo é muito abaixo das possibilidades existentes, em funções de dificuldades e preconceitos”, explicou.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Matérias relacionadas