Tensão Rússia-Ucrânia, resultados corporativos e o que move o mercado hoje

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

As principais Bolsas mundiais operam em queda na manhã desta segunda-feira (14). O mercado, assim como o mundo, repercute a preocupação com a Ucrânia e Rússia, além de aguardar a ata do Federal Open Market Committe (Fomc), já que a inflação dos Estados Unidos vieram acima da expectativa.

A inflação, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC), subiu 0,6% em janeiro na comparação com dezembro de 2021, ante variação de 0,5% registrados em dezembro, conforme dados do Departamento do Trabalho norte-americano.

O núcleo da inflação, que exclui alimentos e energia, considerados voláteis, também teve alta de 0,6% no primeiro mês do ano. Nos últimos 12 meses, a inflação no país chegou a 7,5%, o maior patamar em 40 anos.

Antes da ata do Fomc e da divulgação dos dados do varejo do país norte-americano, Jerome Powell, presidente do Federal Reseve (banco central dos Estados Unidos), discursará na terça-feira (14), tendo como pano de fundo a tensão Rússia-Ucrânia.

No Brasil, a agenda econômica não tem grandes novidades, tendo como destaque a temporada de balanços corporativos. Hoje, Banco do Brasil (BBAS3) e Itaúsa (ITSA4) mostrarão seus resultados. Já no cenário político, o Senado deve votar amanhã dois projetos que têm como objetivo reduzir os preços dos combustíveis.

Veja a agenda do dia:

HoraRegiãoEvento
8h25BrasilBoletim Focus
13h15FrançaPresidente do BCE, Christine Lagarde, no Parlamento Europeu
15hBrasilBalança comercial semanal
Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Matérias relacionadas