CEO da Mills (MILS3) fala sobre as perspectivas da empresa para 2022

Sobre o aumento de preços nas locações, o CEO afirmou que a Mills continuará buscando esse movimento neste ano

Em live promovida pela SaraInvest, nesta segunda-feira (14), o CEO da Mills (MILS3), Sergio Kariya, informou que a companhia espera receber os pedidos de novos equipamentos ao longo de 2022. “Obviamente, com a cadeia estressada, pode escorregar alguma coisa para o ano de 2023”, ressaltou. 

Sobre o aumento de preços nas locações, o CEO afirmou que a Mills continuará buscando esse movimento neste ano. “Quando a gente divulga nos nossos balanços, os preços são nacionais, obviamente, tem regiões cujo os preços já estão mais avançados, e regiões com preços menos avançados. Sempre vamos balanceando isso de acordo com oferta e demanda”, disse. 

Em 2022, Sergio explicou que observa a expansão de demanda, mas também uma restrição na oferta. “A gente enxerga um desequilíbrio entre oferta e demanda, o que deve continuar puxando preços para cima ao longo de 2022″, afirmou o CEO.

“Esperamos continuar subindo preços, melhorando margens, em paralelo, ocupando mais espaço, seja através da utilização dos ativos que a gente tem ou com as aquisições que nós fizemos dos ativos que vão chegar”, destacou. 

Em relação a recompra de ações e dividendos, Sergio disse que a Mills tem como política a distribuição de 25%. “No ano de 2021, existia uma discussão da Reforma Tributária e da Reforma do Imposto de Renda, a gente viu o valor para os acionistas da companhia da gente aumentar um pouco essa distribuição”, afirmou. 

“Mas nós estamos sempre olhando o valor da ação, quando a gente entende que o valor não está correto com o valor justo que enxergamos, nós, obviamente, disparamos recompra de ações, que a gente fez até o início deste ano”, completou. 

Confira a live completa: https://www.youtube.com/watch?v=jYsJbu2ze0I

Compartilhe:

Matérias relacionadas