Plataforma de criptomoedas Wormhole sofre roubo de US$ 320 mi, mas recupera recursos

O roubo foi o maior a atingir o segmento não regulado de finanças descentralizadas, conhecido como DeFi

A companhia de criptomoedas Wormhole sofreu um roubo de 320 milhões de dólares em um dos maiores ataques hacker tornados públicos até agora, mas afirmou nesta quinta-feira que todos os recursos foram restaurados.

O site de finanças descentralizadas Wormhole, que permite a transferência de informações em redes de critomoedas, afirmou que o ataque envolveu 120 mil tokens conectados à criptomoeda ether. No momento do anúncio do roubo, na véspera, o valor de mercado dos tokens era de pouco mais de 320 milhões de dólares.

O roubo foi o maior a atingir o segmento não regulado de finanças descentralizadas, conhecido como DeFi. As plataformas DeFi permitem que os usuários emprestem, tomem crédito e mantenham depósitos, geralmente em criptomoedas, contornando entes tradicionais do setor financeiro como bancos.

“Todos os fundos foram restaurados e a Wormhole voltou a operar” afirmou a plataforma no Twitter.

Mais cedo, a empresa disse no Telegram que “todos os recursos estavam salvos”.

A Wormhole não deu detalhes sobre como recuperou os recursos e não respondeu a múltiplos contatos da Reuters. Como muitos sites DeFi, a Wormhole não dá informações sobre sua localização, controle ou estrutura corporativa.

“‘Todos os recursos foram restaurados’. Como? Quem vai pagar por isso no final?”, questionou um usuário no Telegram. “A equipe está trabalhando em um relatório detalhado do incidente e vai compartilhar assim que possível”, respondeu um dos administradores do canal da Wormhole no Telegram.

A empresa de análise de blockchain Elliptic afirmou que os hackers conseguiram criar quase 94 mil tokens wETH fraudulentos, que foram transferidos para o ethereum, infraestrutura por trás das transações em ether.

A Elliptic acrescentou que a Wormhole ofereceu um resgate ao hacker de 10 milhões de dólares para recuperar os recursos, citando mensagens incorporadas nas transações com ether enviadas ao endereço digital dele.

Fraudes e roubos em plataformas DeFi ultrapassaram 10 bilhões de dólares no ano passado, segundo a Elliptic.

Em agosto, hackers por trás do maior roubo de moedas digitais divulgado até agora devolveram quase todo o valor de 610 milhões de dólares que roubaram do site DeFi Poly Network.

Compartilhe:

Matérias relacionadas