Stellantis, fusão da Fiat e Peugeot, apresenta bom resultado

As ações da empresa ultrapassaram sua rival dos EUA, a Tesla, em seu ano inaugural

Empresa formada a partir da fusão da Fiat Chrysler e da Peugeot, a Stellantis apresentou um bom resultado. Suas ações ultrapassaram as de seu rival dos EUA, a Tesla, em seu ano inaugural. Segundo a empresa, isso é só o começo.

Alguns ajustes na casa estão nos planos da empresa. Consertar seus negócios na China e o excesso de capacidade na Europa são apenas duas áreas em que os analistas querem ver a Stellantis progredindo quando o presidente-executivo Carlos Tavares divulgar seu plano de negócios detalhado em 1º de março.

Afinal, apesar de suas ações subirem mais de 60% desde sua estreia em 18 de janeiro de 2021 – em comparação com um ganho de 27% para a Tesla – o valor de mercado da Stellantis de 59 bilhões de euros (US$ 67 bilhões) ainda é apenas 6% de seus concorrentes nos EUA.

Excluindo a ex-fabricante de peças Faurecia, controlada pela Peugeot, a força de trabalho da Stellantis permaneceu quase inalterada no ano passado em cerca de 300.000 – mantendo a promessa de Tavares de não cortar empregos ou fechar fábricas após a fusão.

Tudo isso apesar de enfrentar uma crise de semicondutores e cadeia de suprimentos que custou às montadoras globais milhões de veículos em produção perdida no ano passado e não deve diminuir rapidamente.

(Com Reuters)

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas