Ibovespa sustenta alta e fecha no azul

Nos EUA, os mercados ficaram por grande parte do dia oscilando entre altas e baixas, mas acabaram fechando no vermelho

O Ibovespa fechou mais um pregão em alta, sustentando ganhos, mesmo com mercado exterior volátil e sem direção definida. Entre os destaques, ações ligadas ao varejo e às commodities impulsionam o índice aos ganhos nesta quarta-feira (19).

Entre os indicadores nacionais, o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) acelerou a 1,95% na segunda prévia de janeiro, informou nesta quarta-feira (19) a Fundação Getulio Vargas (FGV). Em dezembro, o IGP-M havia avançado 0,87%. Além disso, o Banco Central divulgou o fluxo cambial total no ano até 14 de janeiro. Este por sua vez veio negativo em US$ 1,196 bilhão.

Já nos EUA, os mercados ficaram por grande parte do dia oscilando entre altas e baixas, mas acabaram fechando no vermelho. Por lá o mercado repercutiu os balanços do 4T21 de grandes empresas como Bank of America e Morgan Stanley. 

O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, fechou em alta de +1,26%, cotado a 108.008,97 pontos.

dólar comercial fechou em queda de -1,70%, cotado a R$ 5,465

Nos Estados Unidos, as bolsas fecharam em desvalorização. O S&P 500 fechou em queda de -0,97% (4.532,87), o Nasdaq registrou baixa de -1,15% (14.340,26), enquanto o Dow Jones encerrou o dia em declinio de -0,96% (35.029,17).

Confira os destaques desta quarta-feira:

Consumo nacional de energia elétrica cresce 4,1% em 2021, diz CCEE

O consumo nacional de energia elétrica encerrou 2021 com crescimento de 4,1% em relação ao ano anterior, alcançando 64.736 megawatts (MW) médios, segundo dados divulgados nesta quarta-feira pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

Para a instituição, o desempenho do consumo reflete a retomada da atividade econômica, que foi fortemente afetada pela pandemia de Covid-19 em 2020, sobretudo ao longo do primeiro semestre.

“Retornamos ao ritmo habitual de crescimento do mercado de energia, o que nos mostra que a atividade econômica do país também está sendo retomada, após os períodos mais críticos de isolamento social e paralisações”, afirmou em nota Rui Altieri, presidente do conselho de administração da CCEE.

Produção de petróleo do Brasil em dezembro sobe 4% ante um ano antes, diz ANP

A produção média de petróleo do Brasil em dezembro somou 2,84 milhões de barris por dia (bpd), alta de 4% ante o mesmo mês de 2020, apontaram dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) nesta quarta-feira.

Na comparação com novembro, no entanto, houve uma leve queda de 0,5%, configurando o terceiro recuo mensal consecutivo.

A produção média de gás natural do país, por sua vez, foi de 132,23 milhões de metros cúbicos por dia no último mês de 2021, também uma alta de 4% na comparação anual e queda de 3% versus novembro.

Somando petróleo e gás natural, a produção média total do país em dezembro somou 3,67 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed), contra 3,52 milhões boed em dezembro de 2020 e 3,71 milhões de boed em novembro.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas