BRF definirá dia 1º preço da ação no follow on, que pode girar cerca de R$ 8 bi

Ao preço do fechamento de segunda-feira, a oferta básica poderia girar R$ 6,682 bilhões e a total, com a colocação do lote adicional na íntegra, R$ 8,019 bilhões
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

A BRF fará uma oferta subsequente (follow on) que pode girar até R$ 8 bilhões, ao preço do fechamento da segunda-feira, 17. Conforme fato relevante, serão distribuídas inicialmente 270 milhões de ações na oferta primária (novas ações) e até 20% em lote adicional, ou seja, mais 54 milhões, cujo preço será definido após o encerramento do procedimento de bookbuilding, no dia 1º de fevereiro. Ao preço do fechamento de segunda-feira, a oferta básica poderia girar R$ 6,682 bilhões e a total, com a colocação do lote adicional na íntegra, R$ 8,019 bilhões.

O fato relevante divulgado nesta terça-feira confirma reportagem do Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) sobre a operação, que é acompanhada de perto por mesas de operação, pois abre caminho para a Marfrig, que já detém 31,66% de participação, possa tentar assumir o controle da BRF.

A primeira data de corte da oferta prioritária será no dia 20 próximo e o período de reserva irá de 24 a 28 de janeiro. O início de negociação das ações da oferta na B3 está previsto para 3 de fevereiro.

Os bancos coordenadores da oferta, com esforços no exterior, são Citi (líder), Bradesco BBI, BTG Pactual, Itaú BBA, JPMorgan, Morgan Stanley, Safra, Santander, BofA, Credit Suisse e UBS.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Matérias relacionadas